Galeria
Galeria

O Courel

Situado no extremo sudeste da província de Lugo, é um dos territórios mais antigos da península. O seu interesse geológico é evidente: multitude de grutas vivas e covas, ou a espetacular dobra de Campodola (Quiroga), classificada como um dos monumentos geológicos da Europa.

Terras do lobo, ravinas do javali. O Courel é a grande reserva verde da Galiza. Todas as espécies, excetuando as do litoral, estão representadas neste cruzamento geográfico de montanha, com características atlânticas e mediterrânicas.

Castanheiros ao redor das aldeias e um reduto das oliveiras em Quiroga. As formações florestais típicas do Courel são as devesas, uma palavra empregada para qualificar as florestas com muitas outras espécies vegetais, geralmente nas cabeceiras dos rios.

A Devesa de la Rogueira é provavelmente a floresta mais conhecida do Courel e uma das joias botânicas da Galiza. Situa-se na base do monte Hormigueros e prolonga-se desde os 700 até aos 1 400 metros de altitude, crescendo aqui quase todas as espécies de árvores, arbustos ou flores do Courel.

A maior parte do território do município de Folgoso do Courel insere-se na Zona de Especial Conservação (ZEC) «los Ancares – El Courel», pertencente à Rede Natura 2000, e na Zona de Especial Proteção dos Valores Naturais (ZEPVN) «los Ancares – O Courel», pertencente à Rede Galega de Espaços Protegidos, o que demonstra bem a importância desta área enquanto reserva de valores naturais e culturais próprios.

No que respeita à fauna, podemos encontrar espécies típicas das montanhas galegas, como o cabrito-montês, o javali, mustelídeos, aves de rapina e vários anfíbios, entre eles o tritão-ibérico.

A escassa população residente nestes locais, onde as províncias de Lugo e Ourense confluem com o território leonês de El Bierzo, é atualmente uma das mais envelhecidas da Europa. Porém, a vida respira uma genuína diversidade e história nos vales encravados dos rios Lor e Lóuzara, Selmo e Sondón.

Sobre as encostas verdes revela-se outro património do Courel, que consiste nas aldeias serranas. Pequenas localidades com casas de abáculo, um verdadeiro amontoado de encanto. Nesta serra é igualmente possível visitar várias palhoças.

Não percas!

A melhor forma de ficar a conhecer o Courel é percorrer um dos vários trilhos homologados que poderá encontrar neste território.

Como diria o poeta Uxío Novoneyra, que nasceu nestas terras, «Aquí séntese ben o pouco que é un home».

Paisagens do Courel

Ver mais...

Percorra um dos seus trilhos